sexta-feira, 23 de abril de 2010

Banda: The Shaggs; Álbum: Philosophy Of The World


Banda: The Shaggs
Álbum: Philosophy Of The World
Ano: 1969
Gênero: Rock Alternativo; Outsider

The Shaggs é uma banda feminina do final dos anos 60 e seu debut e único álbum, Philosophy Of The World, foi citado por Kurt Cobain e Frank Zappa entre seus álbuns favoritos. Entretanto, ao escutar esse álbum, um ouvinte desavisado certamente pensaria ser uma piada.

Imagine uma banda (cujo nome foi tirado de um corte popular de cabelo nos anos 60) formada por três irmâs - Dorothy, Betty e Hellen Wiggins - que têm um domínio muito, muito pequeno sobre os instrumentos que tocam. Mas muito pequeno mesmo. Além disso, as músicas pareciam não ter qualquer lógica ou métrica, executadas de maneira completamente caótica - a bateria de Helen quase sempre mantinha a mesma batida ao fundo e parecia ser completamente ignorada por Dorothy e Betty, que tocavam guitarra solo e base, respectivamente, e cantavam. Em todas as músicas sem exceção a guitarra solo tenta acompanhar a melodia das vozes em uníssono, que semitonam o tempo todo. Betty parece travar uma guerra com a guitarra base, desafinada durante todo o disco e tocada com pouquíssimo esmero.

Entretanto, é muito interessante ouvir Philosophy Of The World. É um caos completo, porém fazia completo sentido dentro da mente das irmãs. Existem relatos dos engenheiros de som que trabalharam no álbum de vezes em que as irmãs paravam porque alguma delas havia errado. Como elas percebiam isso, somente elas sabem.

Além disso, é tamanha a crueza e a ingenuidade das "composições" que é um álbum totalmente anti-artístico. Na verdade é um anti-álbum - tudo o que existe ali é impossível de ser reproduzido com autoridade por qualquer outra banda do mundo. E é por isso que tanto Cobain quanto Zappa admiravam tanto este disco - no ranking de discos preferidos, Cobain colocou Philosophy Of The World em 5º lugar. Zappa classificou os Shaggs como a terceira melhor banda da história.

As doze faixas do disco são muito diferentes e iguais ao mesmo tempo. Os elementos em comum já foram citados: a guitarra solo acompanhando a melodia vocal, a bateria praticamente autista, a guitarra base sem qualquer padrão e totalmente desafinada. Mas cada música tem uma "métrica" única e caótica, e letras totalmente ingênuas, como o começo da faixa título e de abertura:

Oh, the rich people want what the poor people's got
And the poor people want what the rich people's got
And the skinny people want what the fat people's got
And the fat people want what the skinny people's got

You can never please anybody in this world
 

Que significa:

Oh, as pessoas ricas querem o que as pessoas pobres têm
E as pessoas pobres querem o que as pessoas ricas têm
E as pessoas magrelas querem o que as pessoas gordas têm
E as pessoas gordas querem o que as pessoas magrelas têm

Você nunca pode agradar ninguém neste mundo

Outros pontos altos do álbum são My Pal Foot Foot (um clássico), I'm So Happy When You're Near, Sweet Things e It's Halloween.

Ah, você pode estar se perguntando "como elas conseguiram gravar um disco se eram tão ruins?". Simples: o pai das moças ouviu de uma cigana que leu sua mão que ele casaria com uma ruiva, que teria dois filhos após a morte de sua esposa e que suas filhas formariam uma banda famosa. As duas primeiras profecias se cumpriram, então ele tratou de comprar instrumentos, pagar as aulas e bancar o disco. Pode ter tardado, mas certamente não falhou, pois além dos dois compositores já citados nesta resenha, o álbum recebeu resenhas positivas de diversos meios especializados em música.

E termino esta resenha citando a frase da resenha do Allmusic.com: "Não existe um álbum que você tenha que soe remotamente semelhante a este”.

Recomendadíssimo, nem que seja como referência.

Tracklist:
  1. "Philosophy of the World" – 2:56
  2. "That Little Sports Car" – 2:06
  3. "Who Are Parents?" – 2:58
  4. "My Pal Foot Foot" – 2:31
  5. "My Companion" – 2:04
  6. "I'm So Happy When You're Near" – 2:12
  7. "Things I Wonder" – 2:12
  8. "Sweet Thing" – 2:57
  9. "It's Halloween" – 2:22
  10. "Why Do I Feel?" – 3:57
  11. "What Should I Do?" – 2:18
  12. "We Have a Savior" – 3:06
Postar um comentário